Buscar
  • Eduardo Sato

Viagens no tempo


Parte do quadro “La persistencia de la memoria” de Salvador Dalí , 1931.

Quem nunca imaginou a possibilidade de viajar no tempo? Consertar um erro no passado ou descobrir como será o futuro? Conheça o que diz a Física sobre esta possibilidade tão utilizada na ficção científica.


Começando com fato inusitado: viagens para o futuro são permitidas! Estamos sempre nos deslocando para o futuro. Mas, além disso, segundo a relatividade, o tempo pode passar de forma diferente para cada observador. Assim, caso você esteja em uma velocidade próxima à da luz ou sobre a influência de um intenso campo gravitacional, o tempo passará mais devagar para você do que para um outro observador. Para ele, você viajou no tempo!


Porém, esta é provavelmente uma viagem sem passagem de volta. Até onde vai nosso conhecimento, não existe uma maneira, nem mesmo teórica, de fazer algo voltar ao passado. Viagens para o passado causam vários paradoxos; Imagine por exemplo que você volte no tempo e prenda seu “eu” do passado de forma que ele não consiga viajar. O que aconteceria com você? Como você está no passado se nunca teve a oportunidade viajar?


A maioria dos paradoxos é devido a chamada “violação de causalidade”, que é quando um efeito acontece antes de sua causa. Este é um grande problema para a Física e geralmente assumimos que isto não acontece. Por exemplo, na relatividade temos o chamado “princípio de auto-consistência de Norikov”. Este diz que se existe um evento que alteraria o passado, então a probabilidade dele acontecer é nula.


Outro exemplo de como viagens para o passado são complicadas é o chamado paradoxo de bootstrap. Considere a seguinte situação: Você é um grande fã do trabalho de Newton, então decide voltar no tempo, antes do Newton formular a lei da gravitação universo. Então você ensina ao Newton sobre essa lei, ele a publica e vira o famoso Newton do qual você se tornou fã. Porém existe um problema, para você, quem formulou a teoria da gravitação foi Newton, mas para Newton, um viajante do tempo ensinou aquilo a ele. É como se a informação não tivesse um autor!


Com todos estes problemas, fica difícil imaginar uma volta para o passado considerando as leis da Física. Mas nosso conhecimento está sempre avançando, quem sabe um dia descobrimos uma maneira? Se um viajante do tempo estiver lendo este texto, venha me visitar para falar que é possível!

Referências e saiba mais:


[1] Friedman, J., Morris, M. S., Novikov, I. D., Echeverria, F., Klinkhammer, G., Thorne, K. S., & Yurtsever, U. (1990). Cauchy problem in spacetimes with closed timelike curves. Physical Review D, 42(6), 1915.


[2] #037 - Viagens no tempo. Podcast: Fisicast. 22/06/2020.

  • Facebook ícone social
  • Instagram
  • YouTube
  • Twitter

© 2020 Instituto  Principia

Rua Pamplona 145, Bela Vista, 01405-900

São Paulo - SP.