• Eduardo Sato

Buraco negro supermassivo está induzindo a formação de estrelas


Imagem do Hubble Space Telescope, no centro o buraco negro de Henize 2-10 e no canto superior esquerdo estrelas jovens se formando. Fonte: Schutte, Z., & Reines, A. E. (2022). Black-hole-triggered star formation in the dwarf galaxy Henize 2-10. Nature, 601(7893), 329-333.

Na constelação de Pyxis está a galáxia anã Henize 2-10 e em seu centro um buraco negro particularmente interessante. Segundo estudo publicado em Janeiro de 2022 na revista Nature, o buraco negro está induzindo a formação de novas estrelas em um berçário estelar a 230 anos-luz dele. Em geral, esperamos o oposto, pois os jatos do buraco negro tendem a impedir o resfriamento dos gases em sua região.


No caso de Henize 2-10, temos um buraco negro menos massivo (1 milhão de massas solares) do que os encontrados em galáxias maiores, assim o fluxo de matéria expelido pelo buraco negro tem menos energia, assim as partículas saem com baixas velocidades. As “baixas velocidades” são em torno de 1,6 milhões de quilômetros por hora, um valor que pode parecer alto, mas é baixo comparado às de galáxias maiores onde as partículas são expelidas com velocidades próximas à da luz.


Isto permite que o buraco negro forneça mais matéria para o berçário estelar, que já possuí um gás denso e induza a formação de novas estrelas. O estudo foi realizado com dados do telescópio Hubble que permitiu excluir outras possíveis fontes para o jato de partículas, como os restos de uma supernova. Nas imagens é possível ver um rastro que leva do buraco negro para o berçario estelar sem margem para dúvidas.


Lembrando que buracos negros não são uma espécie de “ralo” espacial. Nada escapa à gravidade de um buraco negro dentro da região conhecida como horizonte de eventos, mas existem partes externas. Devido à rotação, ao absorver matéria do seu arredor, forma-se um disco brilhante pois a matéria passa a girar em uma superfície ao redor do buraco negro, o chamado disco de acreção. Além disso, material caindo no buraco negro pode ser expelido devido a campos magnéticos em poderosos jatos!


Ainda existe muita Física a ser descoberta quando o assunto é buracos negros e as novidades não param de chegar. Ao que tudo indica, realmente estamos em uma era de ouro para estudar esses gigantes da natureza.


Referências e Saiba Mais:


[1] Hubble Finds a Black Hole Igniting Star Formation in a Dwarf Galaxy. NASA website


[2] A supermassive black hole FORMING new stars! | Positive and negative black hole feedback. Dr. Becky (YouTube)


[3] Schutte, Z., & Reines, A. E. (2022). Black-hole-triggered star formation in the dwarf galaxy Henize 2-10. Nature, 601(7893), 329-333.


31 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo