Artigos & 

 Curiosidades

Principia

Nosso Instituto e uma das obras mais importantes da ciência.

Por Eduardo Sato

Você já teve curiosidade sobre o nome do Instituto Principia? Venha saber porquê este nome é mais que a tradução de “princípios” para latim!

 

O ano era 1687 e uma grande salto no entendimento da Física seria dado, pois neste ano foi publicado o “Philosophiae Naturalis Principia Mathematica”, escrito em latim,  ou,  em português, “Princípios Matemáticos de Filosofia Natural”. Nesta série de três livros, Isaac Newton propõe as leis da mecânica que hoje conhecemos como Leis de Newton.

 

Este trabalho, que é mais comumente conhecido por “Principia”, também apresenta os primórdios de uma área muito importante da matemática, o cálculo, além da chamada Lei da Gravitação Universal, que mostra que a mesma força que faz os corpos caírem é a que mantém a Lua em órbita ao redor da Terra e explica o movimento dos planetas ao redor do Sol.

 

Com a lei da gravitação foi possível até mesmo explicar as famosas Leis de Kepler, que mostravam a relação entre o período de translação dos planetas e o raio de suas órbitas, algo realmente extraordinário de se prever através de uma lei matemática! Tudo isto faz com que até hoje o Principia seja considerado uma das obras mais importantes da ciência moderna.

 

Mas como toda obra científica, houve críticas ao novo modelo, em especial pela lei da gravitação universal prever que a gravidade seja interação invisível que ocorre a distância. Para responder a estas críticas, na segunda edição do Principia em 1713, Newton adicionou um texto extra onde é encontrada uma das frases mais icônicas de sua obra: “hypothesis non fingo” (não invento hipóteses).

 

Segundo Newton, as observações experimentais apontavam para a existência da gravidade mas não conseguiam dizer nada sobre a sua natureza ou sua causa.

Foto;Le Lae

Assim, não cabia a ele inventar hipóteses sobre como esta força era transmitida pois isto era desnecessário para descrever o fenômeno e fugia à sua idéia de filosofia experimental, algo que guia muitos cientistas até hoje em entender que não podemos concluir mais do que os nossos dados nos dizem.

 

E por fim, esta obra fantástica que deu origem à Mecânica Clássica como a conhecemos, muito presente na Engenharia e outras ciências exatas, também é a inspiração para o nome do Instituto Principia, por sua importância e como uma homenagem ao inestimável trabalho de Isaac Newton.

 

Obs.: há, pelo menos, três maneiras de pronunciar a palavra latina "Principia". As três são consideradas corretas e nas três maneiras a palavra é paroxítona, mesmo não havendo o acento na sílaba "ci". Uma destas maneiras admite a pronúncia como na língua de quem lê. No nosso caso: "Princípia", com o "ci" lido como se lê em português. Existe a pronúncia eclesiástica, usada pela Igreja Católica, onde o "ci" se lê como em italiano, ou seja, "tchi": "Printchípia". E finalmente, a pronúncia acadêmica, onde o "ci" se lê como "qui": "Prinquípia". Fique a vontade para pronunciar a palavra Principia como achar melhor!

  • Facebook ícone social
  • Instagram
  • YouTube
  • Twitter

© 2020 Instituto  Principia

Rua Pamplona 145, Bela Vista, 01405-900

São Paulo - SP.