Buscar
  • Eduardo Sato

Projeto AnimaFísica leva a física de partículas a festivais de cinema


Cena da animação “Quarks e léptons” (2019), dirigida por Maurício Squarisi. Foto: Divulgação/AnimaFísica.

Um projeto de divulgação científica está levando a Ciência para lugares bastante inusitados. A animação “Quarks e léptons”, primeiro filme curta-metragem do grupo AnimaFísica, fala sobre a composição da matéria em seus elementos mais básicos, as partículas elementares. O filme participa de dois festivais de cinema: o Circuito Penedo de Cinema, na categoria “mostra de cinema infantil”, que ocorreu nos dias 23 a 29 de Novembro; e o Mostra Udigrudi Mundial de Animação (MUMIA) que ocorreu nos dias 2 a 9 de Dezembro.


O AnimaFísica é fruto de uma parceria entre físicos da Unicamp e o Núcleo de Cinema de Animação de Campinas para a produção de animações com temas relacionados à Física de Partículas. O curta participando dos festivais pode ser visto no canal do YouTube do projeto (confira aqui).


Em “Quarks e Léptons” é exposto um modelo mais atualizado em relação aos geralmente ensinados na escola. Talvez você se lembre do famoso modelo de Rutherford-Bohr, no qual o átomo é composto de um pequeno núcleo que contém a maior parte de sua massa, formado por prótons e nêutrons, e elétrons que orbitam ao redor do núcleo em trajetórias bem definidas.


O modelo atual faz algumas correções em relação a este modelo:

  1. De acordo com o princípio de incerteza de Heisenberg não podemos saber com precisão a velocidade e posição de uma partícula, assim não é possível definir a órbita dos elétrons. Este conceito é substituído pela ideia de “nuvem eletrônica”, que cobre uma porção do espaço indicando a probabilidade do elétron estar em um lugar específico.

  2. Os prótons e nêutrons que constituem o núcleo atômico possuem estrutura interna, isto é, são compostos de partículas menores, conhecidas como quarks. Prótons possuem dois quarks up e um quark down, já nêutrons são compostos de dois quarks down e um quark up.

Perceba que não é um tema simples, em geral esse modelo é somente estudado em nível universitário. Porém, o cineasta Maurício Squarisi, diretor e animador do filme, conseguiu passá-lo de forma bastante leve e descontraída. Até mesmo uma música foi escrita para fixar a mensagem principal do trabalho e torná-lo mais divertido.


Um segundo curta está sendo produzido e deve estrear em 2021, sendo o tema da vez raios cósmicos, partículas ultra energéticas que vem do espaço e entram na nossa atmosfera. Enquanto o novo episódio do AnimaFísica não vem, podemos ver e rever “Quarks e léptons” até decorarmos a letra da música!


Referências e saiba mais:

[1] Projeto Anima Física é selecionado para dois festivais brasileiros. Portal da Unicamp

[2] Alunos e pesquisadores da Unicamp criam animação sobre física de partículas. Agência FAPESP

[3] Site oficial do projeto AnimaFísica: www.animafisica.com.br


  • Facebook ícone social
  • Instagram
  • YouTube
  • Twitter

© 2020 Instituto  Principia

Rua Pamplona 145, Bela Vista, 01405-900

São Paulo - SP.