2º Edição - Laboratório de Luz Síncroton

A luz que vemos – produzida pelo sol, por lâmpadas ou chamas, refletida pelos objetos, captada pelos nossos olhos e finalmente utilizada por nossos cérebros para dar forma e cor ao mundo – corresponde apenas a uma pequeníssima fração das chamadas ondas eletromagnéticas. No entanto, existem outras tantas ondas eletromagnéticas, outros tantos tipos de luz, que não podemos ver, mas são produzidas nos mais diversos fenômenos naturais e artificiais. O estudo dessas ondas invisíveis leva não só à compreensão dos fenômenos em que são produzidas, mas também permitem o desenvolvimento de tecnologias que as utilizem como, por exemplo, para transmitir e receber informações.

Elas são as ondas de rádio utilizadas por redes Wi-Fi, as micro-ondas de fornos e das redes de celulares, a luz infravermelha de controles remotos, a radiação ultravioleta utilizada no bronzeamento artificial, os raios X das radiografias e tomografias e os raios gama utilizados em terapias contra o câncer e na esterilização de alimentos.

A luz, ou radiação, síncrotron é um tipo de radiação eletromagnética de alto fluxo e alto brilho que se estende por uma faixa ampla do espectro eletromagnético desde a luz infravermelha, passando pela radiação ultravioleta e chegando aos raios X. Ela é produzida quando partículas carregadas, aceleradas a velocidades próximas à velocidade da luz, têm sua trajetória desviada por campos magnéticos. O Laboratório Nacional de Luz Síncroton é responsável pela operação da única fonte de luz síncrotron da América Latina, que é utilizada em pesquisas nas áreas de Física, Química, Ciência dos Materiais e Ciência da Vida. Este laboratório de excelência, que foi totalmente construído com tecnologia nacional, está  localizado na cidade de Campinas, SP, e grupos de pesquisa de diferentes instituições podem submeter projetos para a utilização deste feixe, que funciona 24 horas por dia.

- Régis Terenzi Neuenschwander

Prof. Dr. Régis Terenzi Neuenschwander

Possui graduação em Física pela Universidade Estadual de Campinas (1985). Atualmente é físico pleno da Associação Brasileira de Tecnologia de Luz Sincrotron. Tem experiência na área de Física, com ênfase em Instrumentação Científica, mecânica para ultra-alto-vácuo, automação, mecânica de precisão, ótica de raio-x e projetos mecânicos.

  • Facebook ícone social
  • Instagram
  • YouTube
  • Twitter

© 2020 Instituto  Principia

Rua Pamplona 145, Bela Vista, 01405-900

São Paulo - SP.