19º Edição - Raios Cósmicos de Altas Energias: Resultados recentes e a diversidade de gênero na área

Resumo: Raios cósmicos (ou partículas energéticas) são acelerados até altas energias, propagando-se com a velocidade da luz e atingindo constantemente a Terra. No entanto, sabemos muito pouco sobre suas fontes; como elas são aceleradas e o papel que desempenham na nossa galáxia e fora dela. O Observatório Pierre Auger, na Argentina, reportou recentemente uma correlação entre raios cósmicos de altíssimas energias (UHECRs -  em inglês) e galáxias próximas. Neste seminário, irei discutir algumas características da física de raios cósmicos e os alguns resultados que indicam estas galáxias como possíveis sítios aceleradores de UHECRs, destacando a participação de mulheres na área de astropartículas.

- Rita de Cássia dos Anjos

Profa. Dra. Rita de Cássia dos Anjos

Foto 3 - Rita-dos-Anjos.jpg

Possui graduação em Física Biológica pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, mestrado e doutorado em Física pela Universidade de São Paulo, São Carlos. Desde agosto de 2014 é professora doutora da Universidade Federal do Paraná no Setor Palotina. Estuda raios cósmicos de várias energias em dois grandes observatórios de consórcios internacionais: o Observatório Pierre Auger localizado na Argentina e o Cherenkov Telescope Array – CTA, com pontos de observação no hemisfério norte e sul terrestre. Tem experiência na área de Física, com ênfase na propagação de raios cósmicos e interações de partículas e raios gama. É membro do Observatório de Raios Cósmicos Pierre Auger, em Malargue, na Argentina, desde 2014 e membro do Observatório Cherenkov Telescope Array - CTA desde 2015. Em 2020 foi vencedora do prêmio “Programa para Mulheres na Ciência – 2020”, promovido pela L’Oréal Brasil, Unesco Brasil e Academia Brasileira de Ciências. Desde janeiro de 2021 é membro afiliado da Academia Brasileira de Ciências.